Nova Lima ficou chocada com a denúncia contra Júnio Peixoto na semana passada, que teria agredido sua esposa em Santa Rita e está sendo investigado. O Sempre Nova Lima chegou à informação de que ela está acamada, com o punho e bacia fraturados.

Júnio teria arremessado a vítima de um local de 5 metros de altura e ainda atirado ela numa piscina. O Sempre confirmou com a Polícia Civil que ela não foi ouvida ainda e nem o suposto agressor.

No entanto, diante da repercussão, o Sempre apurou também que uma outra mulher já teria sido agredida por ele há 12 anos. Vamos mantê-la também em anonimato, para proteger sua integridade.

A mulher afirmou que na época não chegou a explicitamente terminar com Júnio e apenas fez uma carta ao sair da cidade. Isso porque o mesmo não aceitava o fim do relacionamento. Segundo ela, sempre que tentava dar fim ao namoro, era ameaçada e as vezes até agredida.

De acordo com informações, Júnio chegou a ser preso ao agredir esta nova vítima na rua e pessoas chamaram a polícia. Ele ficou recluso por um dia. A mulher disse que não quis dar prosseguimento porque na delegacia, escutou comentários de que “ela era a culpada pelas agressões”.

Um dos comentários era: “por que você provocou ele”, ensejando que ela foi agredida por ter provocado o agressor a isso. A mulher também informou que não foram todos que fizeram este comentário, que policiais que atenderam a ocorrência “foram humanos” com ela.

As informações ainda dão conta de que Júnio ainda passou um produto à época na cabeça desta vítima, algo parecido com creme depilatório, para que ela ficasse careca. A mulher conta que numa das graves agressões, ela ficou quatro dias dopada de remédio.

“Eu sempre tive um cabelo grande, bonito. Ele falava que ninguém iria me querer careca”, disse. Perguntamos a Civil se Júnio teria passagens por agressão à mulher, mas não informaram com base na Lei de Abuso de Autoridade.

Procuramos Júnio para se manifestar, porém ele não respondeu as nossas mensagens e bloqueou o nosso perfil no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.