Principal trunfo para a Educação de Jovens, CEFET continua como promessa em Nova Lima

Na foto: Penido ao lado de Viviane Matos e diretores do CEFET em 2017

Considerada uma jóia para o prefeito Vitor Penido (DEM), O Centro de Formação Tecnológica (CEFET), chegou a ser cogitado por ele quando saiu da Prefeitura, em 2003. A ideia foi retomada em 2016, quando Penido assumiu novamente o Executivo, porém sem sucesso até o momento.

Cronograma não cumprido

No mês de agosto de 2017, Penido, ao lado de Viviane Matos (Secretária de Educação), anunciou o projeto para a cidade. No mês seguinte, setembro, anunciaram a abertura de inscrição para os cursos de Eletroeletrônica, Meio Ambiente e Informática.

Um ano depois, em agosto de 2018, a administração voltou atrás e anunciou cursinho preparatório para a prova do CEFET. Já em 2019, nenhum avanço para início das aulas ou a instalação outrora anunciada da unidade na cidade.

Diversificação da mão de obra

Nova Lima pensa no seu futuro sem a mineração, uma das principais fontes de renda para as contas no município atualmente. O minério não dá duas safras, ou seja, após acabar sua exploração, o município perderá arrecadação.

Com isso, o CEFET poderia ampliar a oferta de formação profissional, já que o Senai oferece capacitação por muitas vezes direcionada para a área de mineração, tendo a UTRAMIG também com papel fundamental. Contudo, esta última quase fechou as portas neste ano, tendo inclusive as aulas suspensas.

As aulas só foram retomadas após o Executivo Municipal assumir o controle da instituição (que era de responsabilidade do governo do Estado), possibilitando que os 298 alunos já em estudo não fossem prejudicados.

Mesmo municipalizada, a UTRAMIG não abriu novas vagas este ano e não há anúncio para o ano que vem.

Procurada, a Prefeitura não quis comentar sobre o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.