Justiça determina que Vallourec paralise funcionamento da Mina de Pau Branco, em Nova Lima

O transbordamento de água e lama atingiu a BR-040 que ficou intransitável. Não houve vítimas, segundo os Bombeiros.

Após o transbordamento de água e lama na Mina de Pau Branco em Nova Lima, no último sábado, dia 8, quando pareceu ser o rompimento da barragem da Vallourec próximo ao Alphaville, a justiça atendeu a um pedido do Ministério Público de Minas Gerais e também da Advocacia Geral do Estado para que a empresa tome medidas a fim de evitar o perigo de pessoas e para o meio ambiente no local.

Inclusive, a determinação da justiça é para que a Vallourec interrompa os trabalhos “na Pilha Cachoeirinha, situada na Mina Pau Branco, bem como em todas as pilhas com risco cumulativo ou sinérgicos com o Dique Lisa”. A multa é de R$1 milhão de reais diariamente em caso de descumprimento.

“O Juiz Sérgio Caldas, do @tjmgoficial, no plantão, deferiu a maioria dos pedidos do MPMG e AGE p/evitar o agravamento da situação da Mina Pau Branco, em Nova Lima. Multa de 1 mi p/ descumprimento. O Juiz titular vai avaliar o pedido de bloqueio de recursos para garantir as ações”, disse o Procurador Geral de justiça de Minas numa publicação no Twitter.

O transbordamento de água e lama atingiu a BR-040 que ficou intransitável. Não houve vítimas, segundo os Bombeiros.

Acompanhe as notícias sobre as chuvas

3 thoughts on “Justiça determina que Vallourec paralise funcionamento da Mina de Pau Branco, em Nova Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.