Talude começa a cair em Barão de Cocais; barragem não foi afetada

Talude já estava se movimentando 21 cm diariamente e a sua queda já era esperada pela mineradora e autoridades competentes

Cava da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, região central do Estado

PUBLICIDADE

O talude norte da cava da Mina de Gongo Soco em Barão de Cocais começou a cair para dentro da estrutura gradualmente, segundo a mineradora Vale. Contudo, o deslizamento não afetou a estrutura da barragem Sul Superior, que fica a 1,5 quilômetros da cava.

“A Vale informa que identificou ao longo da madrugada desta sexta-feira, 31/5, o desprendimento de fragmentos do talude norte da cava da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG). Esses blocos se acomodaram no fundo da cava. As primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, o que até o momento corrobora as estimativas de que o desprendimento do talude deverá ocorrer sem maiores consequências”, diz a nota da mineradora.

O temor era de que o talude viesse a deslizar de forma mais intensa e violenta, a ponto de ativar o gatilho para rompimento da barragem Sul Superior, que atingiria em cheio o município de Barão de Cocais. Esta barragem possui algo em torno de 6 milhões de m³ de rejeitos provenientes da mineração na região.

O talude chegou a atingir 21 cm de movimentação desde a semana passada, quando estava movimentando apenas 4 cm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.