Mansão de R$30 milhões em Nova Lima foi construída com dinheiro sonegado

Empresário do ramo de distribuição de alimentos teria sonegado pelo menos R$200 milhões em 16 anos, segundo investigações

Uma mansão de R$30 milhões de reais é o produto da sonegação de impostos de um empresário do ramo de distribuição alimentar acusado de sonegar R$200 milhões em ICMS devidos ao Governo de Minas Gerais.

Nos últimos dias, a polícia invadiu a casa com mandados de busca e apreensão como desdobramento das investigações do caso. Toda luxúria fica em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em uma área nobre do município.

A suspeita é que os empresários sonegaram impostos por 16 anos, onde compravam notas frias no mercado ilegal e as utilizavam a fim de diminuir o valor do imposto. Além de Nova Lima, os agentes do MP e da polícia foram até Belo Horizonte, Contagem, Barbacena, Varginha e Araruama, no Rio de Janeiro. Veja imagens:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.