Nova Lima vai ganhar restaurante popular, afirma Prefeitura

A Prefeitura de Nova Lima informou através de seu site oficial, que a cidade vai receber um restaurante popular até o final deste ano. A informação foi divulgada nesta semana pela Secretaria de Comunicação. A ideia não é nova entre gestores do município.

O ex-prefeito Cássio Magnani também tentou instalar uma unidade do restaurante em Nova Lima. Segundo a PMNL, o restaurante terá capacidade para 200 refeições por turno, oferecendo café da manhã, almoço e jantar.

“Pessoas em situação de rua não serão cobradas pelas refeições, enquanto que aquelas em situação de insegurança alimentar, ou seja, que não têm condições de acessar as refeições necessárias do dia, poderão utilizar o serviço do restaurante, nos três turnos, pagando R$ 1 pelo café, R$ 2 pelo almoço e R$ 2 pelo jantar”, diz a publicação.

O projeto do restaurante popular nasceu com a gestão de Anthony Garotinho no Rio de Janeiro. A psicóloga Elisa Fucs, Henrique Marques Porto e a geóloga já falecida Irony Cardoso, finalizaram o projeto em 1996 e apresentaram ao recém eleito Garotinho. Contudo, ele terceirizou os serviços que começou a enfrentar problemas. A gestão de Fernando Henrique Cardoso (FHC) como presidente também deu um impulso ao projeto e tentou instala-lo no Brasil, mas acabou esbarrando nas restrições orçamentárias.

Com Lula, o projeto ganhou maior visibilidade e hoje está em todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.