Arrecadação de Nova Lima com o minério salta 131%

Nova Lima já arrecadou mais de R$380 milhões em 2019

Foto: Prefeito Vitor Penido de Barros

PUBLICIDADE

A arrecadação de Nova Lima com a Cota-parte da Compensação Financeira de Recursos Minerais (Cfem) teve um incrível aumento de 131% entre 2018 e 2019. O período analisado é de 1 de janeiro até 21 de junho em ambos os anos. As informações são do Portal da Transparência.

O código orçamentário analisado é 1718.02.21.00, para quem desejar fazer a consulta. Em 2018, até o dia 21, a cidade havia arrecadado R$36.720.584,55 em uma previsão de R$71.570.000,00.

Já em 2019, mesmo com a crise mineral enfrentada pela Vale pelo Estado de Minas Gerais, a arrecadação soma, também até o dia 21, R$84.683.990,70, mais do que o dobro do ano passado. A previsão era de arrecadar R$90 milhões de reais com o Cfem, aumento de 26%. A previsão é expressa na Lei Orçamentária Anual (LOA) que foi aprovada pela Câmara dos Vereadores.

Até o momento, Nova Lima arrecadou R$383.006.317,67 contra R$263.684.649,91 de 2018, aumento de 45% em um ano.

Paralisação da Vale não foi problema, até o momento

A paralisação da mineradora Vale, devido ao rompimento da barragem de Brumadinho em janeiro deste ano, não foi problema até o momento. A empresa continua pagando o imposto para a cidade, depois que o prefeito Vitor Penido (DEM) conseguiu, em diálogo com os representantes da Vale, manter os pagamentos por três meses.

Conversas já estão adiantadas para que mais três meses sejam pagos, a fim de não prejudicar a arrecadação de Nova Lima, que também viveu maus momentos com barragens tendo seus níveis de alerta para rompimento aumentados.

A Vale vai descomissionar pelo menos quatro barragens na cidade. Para isso, necessita parar a produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.