Talude vai desabar, crava Governo de Minas Gerais

Estimativa, no entanto, para ruptura da barragem é de 10 a 15%

Publicidade

O secretário de Meio Ambiente do Governo do Estado de Minas Gerais, Germano Vieira, cravou que o talude vai desabar ainda nesta semana, conforme indicou estudos da mineradora Vale apresentados para o Ministério Público de Minas (MPMG).

Contudo, segundo o titular da pasta ambiental, a possibilidade de rompimento da barragem Sul Superior com o impacto da queda do talude está entre 10 e 15%. Ou seja, o risco é mínimo.

A barragem Sul Superior está a 1,5 quilômetros da cava. O talude é a parede que cerca a cava. O temor é que o impacto da queda do talude abale a barragem que está em nível 3. A situação seria o gatilho para ruptura.

“O rompimento do talude vai acontecer. Há uma questão imponderável se esse rompimento do talude na cava, ele vai afetar a barragem. Isso não é possível precisar. Adianto para vocês que o consultor desta auditoria independente, que é uma empresa estrangeira, registrou que esta chance é de uma em dez ou uma em oito. O que levaria de 10% a 15% de probabilidade”, disse o secretário.

O governador Romeu Zema (Novo), disse em um evento que Minas Gerais passa “o pior momento possível” com a situação em Barão de Cocais, na região central do Estado. O Corpo de Bombeiros de Governador Valadares está a posto para resposta imediata em caso de ruptura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.