Talude intensifica movimentação e vai se romper a qualquer momento

Talude está se movimentando entre 6 e 10 cm e situação confirma que rompimento está próximo

Cava da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, região central do Estado

PUBLICIDADE

O talude norte da cava da mina de Gongo Soco intensificou a sua movimentação diária e em determinados momentos a movimentação é o dobro daquela coletada pela mineradora Vale ao avisar o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG). Segundo a mineradora, a movimentação que era de 4 cm por dia, passou a ser de 6 a 10 cm diariamente.

Isso confirma o estudo de que o talude vai se romper. O fato é que não há como prever quando isso vai acontecer precisamente. Por isso, a Vale informou que poderá acontecer entre os dias 19 e 25, sendo o último dia para rompimento segundo as projeções o próximo sábado. Contudo, como a movimentação se intensificou, sendo possível que aconteça antes.

O que na realidade não se sabe com tamanha precisão, é se a queda do talude para dentro da cava poderá dar o gatilho para rompimento da barragem Sul Superior, que fica a 1,5 quilômetros da cava. Uma empresa de auditoria externa internacional, estimou que a possibilidade de rompimento depois que o talude se romper é de 10 a 15%, sendo uma chance em dez ou uma chance em oito.

A Vale está em estado máximo de alerta e a Defesa Civil do Estado também. O Corpo de Bombeiros está de prontidão para resposta imediata caso a barragem Sul Superior se rompa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.