Nos últimos dias uma lista com os nomes de 136 servidores que poderiam ser exonerados para reequilibrar as contas públicas em Nova Lima fez com que vários trabalhadores perdessem a noite de sono.

Na lista que rodava o aplicativo de mensagem instantânea, Whatsapp, além do nome do servidor, vinha também o seu salário. Além de professores, havia também profissionais de serviços gerais da PMNL.

Os salários, por sua vez, estavam entre R$2,2 mil e R$25 mil reais, algo que totalizava uma folha salarial destes nomes próximo de R$995 mil reais. Contudo, o secretário de Administração, Jean Seabra Pedrosa, desmentiu que esta lista seja oficial e que a mesma não passa de boato.

Contudo, ele alertou que a prefeitura gasta grande parte da sua arrecadação com folha salarial. Segundo Jean, a administração pública arrecada algo em torno de R$40 milhões mensais mas tem dispêndios de R$28 milhões com a folha de pagamento.

Isso quer dizer que 70% da arrecadação anual estaria comprometida com o pagamento de funcionários, sobrando mensalmente apenas R$12 milhões para outros custeios. O Sindicato dos Servidores Públicos, o Sindserp, já contestou esta conta feita pelo governo.

Seabra foi mais fundo: afirmou que se nada for feito, a cidade terá que decretar falência.

One thought on “Secretário de Administração desmente lista com possíveis servidores demitidos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.