Tiago Tito pede liminar que pode barrar eleição da Câmara

O vereador Tiago Tito (PSD) entrou na justiça solicitando uma liminar que pode barrar a eleição da mesa diretora da Câmara dos Vereadores marcada para esta quarta-feira, dia 20.

A presidência da Câmara está sob impasse desde a posse no dia 1° de janeiro depois que as interpretações do regimento geraram conflitos jurídicos.

Dois juízes viram desrespeito as normas e determinaram novas votações. Na primeira decisão, a juíza Dra. Marcela Oliveira Decat ordenou que a eleição entre Anisinho (PTB) e Boi (PSL) aconteça novamente. Logo em seguida o Dr. Dárcio Lopardi Mendes determinou que nova eleição entre Anisinho e Álvaro (Avante), ambos empataram na primeira votação, tenha palco novamente.

No pedido de liminar o vereador em segundo mandato afirma que foi retirado do cargo de vice-presidente da Câmara sem direito a se defender, afirma que a justiça não é meio para se discutir o Regime Interno da Câmara, além de outras situações jurídicas.

Não houve posicionamento da justiça por enquanto. O impasse para a nova eleição da presidência tem feito a votação do orçamento de Nova Lima ser atrasada.

Resposta de Tito

O vereador Tiago Tito afirmou ao Jornal Sempre Nova Lima que não pediu para barrar a eleição da Câmara e que apenas para que a justiça possa cita-lo nos autos do processo sobre a eleição da mesa diretora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.