Nova Lima volta para a onda vermelha; João discute situação na segunda

Foto: Jornal Sempre Nova Lima / Cidade paralisada com a crise da Greve dos Caminhoneiros.

A macrorregião que compreende Nova Lima voltou a onda vermelha de isolamento social para a Covid-19. A decisão é do Governo do Estado de Minas Gerais que tomou a medida após o forte aumento no número de casos da doença em Belo Horizonte e também nas cidades metropolitanas.

O Jornal Sempre Nova Lima questionou a assessoria do prefeito João Marcelo (Cidadania) sobre a adoção das medidas acerca da onda vermelha. Isso porque, apenas o comércio essencial poderá funcionar nesta onda.

Em nota, a assessoria afirmou que “Nova Lima faz parte do Minas Consciente, dessa forma, seguimos as determinações do governo do estado” e disse que haverá uma reunião com a equipe de governo na segunda-feira.

“O prefeito vai se reunir com a equipe de governo na próxima segunda-feira, 4 de janeiro, para discutir como será a adaptação do município à onda vermelha, que foi definida para a nossa região.”

Nova Lima não havia aderido ao programa Minas Consciente do governo estadual, mas uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) obrigou os municípios que não aderiram ao plano a seguir as regras do governo Romeu Zema (Novo).

Com isso, o agora ex-prefeito Vitor Penido (DEM) teve que editar decreto aderindo ao Minas Consciente. Sendo assim, João Marcelo não terá muito o que fazer a não ser fechar o comércio não essencial. Contudo, a assessoria não indicou se é por este caminho que o novo prefeito vai seguir.

Situação em Nova Lima

Os casos em Nova Lima estão subindo quase que exponencialmente. Na última atualização da prefeitura, no dia 30, a cidade já havia confirmado desde março 7.660 casos de Coronavirus e ainda havia 2.127 casos sob investigação. Entre o dia 29 e o dia 30 foram 83 novos casos.

Eram 29 pacientes em clínica médica, 16 em CTI e uma criança em clínica pediátrica. Até o momento são 65 óbitos confirmados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.