Presidência da Câmara é o primeiro desafio do governo João Marcelo

Assim que virar o ano, Nova Lima terá um novo prefeito. João Marcelo Dieguez (Cidadania) vai estar a frente da cidade nos próximos quatro anos. Ele que é o prefeito mais novo da história, derrotou Wesley de Jesus (DEM), seu principal adversário na disputa pelo Executivo municipal.

Ao virar o ano também, Marcelo estará a pouco tempo da eleição da presidência da Câmara dos Vereadores. Na realidade, as discussões já estão ocorrendo freneticamente, já que articuladores do prefeito eleito tentam ter maioria para eleger seus candidatos.

O jogo político com isso vai aparecendo aos poucos. Dois novos vereadores, Claudinho da Vale e Zé Lino, ambos do PP, são uma incógnita sobre como vão se comportar perante o governo João. Viviane Matos (DEM) e Anisinho (PTB) que também estão pela primeira vez na Câmara, apesar do vasto tempo de política no município, estiveram em chapas opostas daquela do prefeito eleito durante a eleição. Viviane, por exemplo, é do partido de Wesley; Anisinho é de um partido com afinidade com Fausto Niquini (PSD).

Só nestes quatro nomes estão 40% da Câmara. João que terá que discutir o plano diretor e entre outras matérias legislativas, precisará de maioria para poder governar. Mas, na palavras de analistas consultados pelo Sempre, não haverá muita dificuldade para o futuro governo aprovar matérias na casa.

A dificuldade reside em eleger o presidente, ainda segundo este analista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.