Equipe de João aciona PM para homens que supostamente depredavam placas de sua campanha

A campanha de João Marcelo (Cidadania) afirmou que acionaria a Polícia Militar para dois homens “supostamente em situação de rua” já que estes foram supostamente flagrados depredando placas de campanha do candidato a prefeito.

A nossa equipe pediu acesso ao vídeo para a assessoria de João Marcelo e no vídeo, dois homens aparecem afirmando que foram pagos para depredar placas. Logo em seguida, eles são perguntados se foi a mando de Wesley de Jesus (DEM), a resposta é inconclusiva. Depois, no mesmo vídeo, eles refutam que teria sido a campanha do Democratas que determinou a ação e apontam para uma pessoa, que não aparece no vídeo, dizendo que foi o partido daquela pessoa. O cinegrafista não aponta para quem é.

“Repudiamos a ação de dois homens, supostamente em situação de rua, flagrados depredando material de campanha do candidato à Prefeitura de Nova Lima pelo Cidadania, João Marcelo. Ao serem questionados sobre a motivação, eles disseram que estavam em uma praça quando foram abordados por um homem que propôs a eles que retirassem bandeiras da campanha de João Marcelo em troca de dinheiro”, afirma a nota.

“De acordo com eles, esse homem se apresentou dizendo que é membro de um partido político e que estava a mando de um dos candidatos à prefeitura. Os dois homens também disseram que não receberam o pagamento como havia sido combinado. A campanha acionará a polícia e tomará as providências cabíveis.”

O Sempre Nova Lima questionou a campanha de Wesley acerca dos fatos narrados e teve acesso a um boletim de ocorrência que foi registrado nesta quinta-feira, dia 22, e afirma que o vídeo é “mais uma fake news” e que grupos da campanha do Democratas viram quando uma mulher da campanha de João que estava sozinha no carro, iniciando a gravação desde muito longe, o que pode demonstrar “premeditação”, segundo o BO.

O boletim fala que ambos foram “coagidos” a falar que a depredação era a mando do candidato Wesley. Por fim, a campanha democrata pede providências. Recentemente, Wesley denunciou Leonardo Ribeiro e a campanha de Marcelo ao Ministério Público, depois que peritos afirmaram que a voz que cria “fake news” contra o vereador Wesley de Jesus, candidato a prefeito, é do chefe de gabinete – Leonardo – do vice-prefeito.

O “papai noel mirim” defendeu seu chefe de gabinete e afirmou que “Vitor Penido, Wesley de Jesus e Fausto Niquini vão pagar pelos atos que cometeram (acusar uma pessoa da sua equipe)”.

BO da campanha de Wesley

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.