Polícia Civil prende funcionários da Anglo Gold Ashanti por suspeita de fraudes

Eles são investigadas por fraude em negociações de ativos imobiliários da empresa.

Foto: Ronaldo Guimarães - Unidade da Anglo Gold de Córrego do Sítio

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu nesta quinta-feira, dia 17, três funcionários da mineradora AngloGold Ashanti em Nova Lima. Eles são investigados por fraude em negociações de ativos imobiliários da empresa. Outros sete mandados de busca e apreensão nas cidades de Raposos, Rio Acima e também em Nova Lima foram cumpridos. Pen drives, notebooks, desktops e vários documentos relativo a loteamentos, foram levados.

Segundo reportagem do Jornal “O Tempo”, as investigações se iniciaram através de denúncia da própria mineradora. “Como vítima da situação, a AngloGold Ashanti encaminhou as informações às autoridades para devida apuração dos fatos, uma vez que envolve também terceiros”, pronunciou a empresa por meio de nota ao Jornal.

“A empresa está cooperando plenamente com a autoridade policial para que a investigação possa ser concluída de forma justa e com todo rigor necessário”, informou a AngloGold Ashanti.

A Polícia Civil ainda vai divulgar mais detalhes sobre a operação.

1 thought on “Polícia Civil prende funcionários da Anglo Gold Ashanti por suspeita de fraudes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.