Câmara derruba veto e Penido terá que pagar vale-refeição para servidores

Prefeitura ainda não se manifestou sobre a derrubada do veto

Foto: Sindserp - Servidores em greve quando o ex-prefeito Cássio Magnani tentou aprovar projeto que suprimia direitos

PUBLICIDADE

Depois que a Câmara derrubou o veto do prefeito por unanimidade que determinava o pagamento de vale-refeição para servidores que trabalham quatro horas, contudo, possuem dois vínculos com o município, a Prefeitura Municipal será obrigada a pagar os “tickets” para estas categorias.

O projeto é de autoria do vereador Álvaro Azevedo (PSDB), declaradamente oposição ao prefeito. Contudo, na derrubada do veto, até mesmo os vereadores que são aliados de Penido votaram a favor. Wesley de Jesus (Sem Partido), por exemplo, ex-líder de Vitor na casa legislativa, e grande influenciador de votos de outros aliados do prefeito, votou a favor de derrubar o veto.

Esta votação, sem sombras de dúvidas, acabou por ser a maior derrota de Vitor na noite. O vale-refeição era direito de todos os servidores, contudo, o benefício foi suprimido na Reforma Administrativa. A Prefeitura não se manifestou sobre o caso e não disse quando começará a pagar a mais nova conquista dos servidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.