Polícia prende homens suspeitos de assassinato em cachoeira de Macacos

Homem foi encontrado sem vida em cachoeira de Macacos em novembro do ano passado

Foto: Polícia Civil / Reprodução

A Polícia Civil prendeu, na última semana, várias pessoas suspeitas de ter ligação com um assassinato em uma cachoeira do distrito de São Sebastião de Águas Claras, Macacos, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A operação foi chamada de “Cavalo de Tróia”.

A Civil cumpriu cinco mandados de prisão temporária mais seis de busca e apreensão em Belo Horizonte e também na Região Metropolitana. Os policiais encontraram roupas usadas no dia do crime, substâncias análogas a cocaína, embalagens para drogas, fardamento do Exército Brasileiro e máscaras. Dois carros também foram apreendidos.

O corpo do rapaz foi encontrado no ano passado (Relembre Aqui) e imagens mostraram os suspeitos chegando ao local com a vítima. Segundo as investigações, o suspeito e a vítima possuíam relação de amizade e a vítima foi assassinada porque teria denunciado o seu agressor para a polícia. Eles faziam parte do narcotráfico.

Após a morte, os suspeitos foram comemorar o assassinato num sítio de Ribeirão das Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.