Foto: Biomm

Foto: Biomm

A Biomm, farmacêutica instalada em solo nova-limense, solicitou registro definitivo da vacina inalável contra a covid-19. O imunizante é de tecnologia da chinesa CanSinoBio. O registro que foi solicitado para a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o imunizante é o primeiro não-injetável aprovado para uso e vem sendo administrado na China.

De acordo com a farmacêutica, a solicitação para a vacina é para que seja utilizada como dose de reforço. O remédio é chamado de Convidecia Air. Estudos publicados na revista The Lancet, já apontavam que apenas uma dose protegia contra infecção e disseminação do vírus no organismo.

“Um estudo recente, publicado também pela Lancet, mostrou que a vacina inalada pode aumentar a imunogenicidade (capacidade de produção de anticorpos) em comparação com uma injeção intramuscular de Convidecia como reforço”, disse, em nota.

O pedido de registro definitivo foi feito em maio. Contudo, a solicitação anunciada nesta segunda é um pedido para inclusão de uma nova via de administração no processo de registro em análise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.