Sempre atinge 16 mil curtidas e se consolida como o maior portal da região

O Jornal Sempre Nova Lima chegou aos seus 16 mil seguidores no Facebook e com isso se reafirma como o maior portal de notícias da região de Nova Lima e cidades ao redor.

Com quatro anos de trabalho jornalístico profissional e pelo menos oito anos de trabalho informando a população, o Sempre se consolidou rapidamente.

E não é só: o jornal bateu recorde de pessoas alcançadas no Facebook entre 3 a 30 de maio, ou seja, até este último sábado. Foram 380.577 contas únicas alcançadas e levando 43,6 mil pessoas únicas para o site e gerando 86,1 mil leituras.

Neste ano, já passaram 122.075 pessoas pelo site que gerou 402,5 mil leituras. A média é de 80,5 mil leituras por mês. Temos, até o momento, 2.755 páginas de notícias, sendo 708 apenas na editoria Nova Lima (este número pode ser maior, já que as editorias Saúde, Economia, Política e Esporte também falam diretamente sobre a nossa cidade).

Segundo o proprietário do jornal, Renato Felipe, que é economista e jornalista, o avanço é consistente e o Sempre pode chegar a marca de 500 mil contas alcançadas ainda este ano.

“Trabalhamos com a missão de alcançar em um mês 500 mil contas e romper o recorde de leituras no site que até agora foram 110 mil. O mundo é diferente, mais digital. As pessoas se acostumaram com a dinamicidade e a velocidade com a qual as notícias se espalham e com isso, consomem nossas informações já que conseguimos chegar a frente dos jornais tradicionais e físicos que existe em Nova Lima”, disse ele que complementou:

“Eu fico muito orgulhoso uma vez que se você parar para ver, a nossa cobertura das chuvas no início do ano foi ímpar, com checagem rápida de informação e publicação também rápida. Havia uma equipe em campo pronta para colher informações e logo em seguida repassá-las para o pessoal que estava na redação prontos para noticiar. Apurar informações em tempo real é uma árdua tarefa, já que assessorias de imprensa não possuem a mesma velocidade que o público pede e, muitas vezes, eles mesmos transmitem informações errôneas aos jornais”, afirmou. “Mas foi muito importante manter as pessoas informadas sobre tudo o que estava acontecendo, isso pode salvar vidas.”

“A gente já errou e provavelmente vamos voltar a errar em algum momento. Acho que os erros são um processo importante de construção de qualquer mecanismo, se você parar para observar com humildade cada passo que você deu. Contudo, não guardo para mim os erros. Com eles eu aprendo. O que eu guardo é a alegria de ter virado com pouco recurso um jornal tão lido e tão compartilhado nas redes sociais. E isso comprova que mais acertamos do que erramos e que as pessoas confiam em nossas informações”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.