Nova Lima registra dois casos de feminicídio em menos de 15 dias

Foto: Luis Dutra/Sempre Nova Lima

A cidade de Nova Lima registrou entre os dias 22 de outubro e 3 de novembro dois casos de feminicídio. Nos dois, os principais suspeitos são os namorados das vítimas. Abusos no relacionamento amoroso são indícios para os crimes.

O primeiro caso, registrado no dia 22 de outubro, no Conjunto Habitacional Padre João Marcelino, mais conhecido como “Carandiru”, envolveu um jovem de 19 anos e uma adolescente de 15, que faleceu após ser atingida por um disparo na cabeça. João Vitor Raimundo Silva se entregou na última terça, dia 29, dois dias depois da sua ex-namorada falecer no HPS João XXIII, onde passou por cirurgias e não resistir.

Segundo investigações da Polícia Civil, testemunhas relataram ter visto em outros momentos discussões agressivas entre o casal, inclusive com ameaças por parte do autor. A defesa contesta que tenha sido feminicídio.

já o segundo caso aconteceu neste domingo (3), em Honório Bicalho, onde uma jovem de 19 anos foi golpeada a facadas pelo ex-namorado, que segundo ela, não concordou com o término do relacionamento instantes antes do crime.

Segundo Laura Cristina Silvério Pena, de 19 anos, ela mantinha um relacionamento de quatro anos com Evandro Junior Martins Ferreira, de 24 anos. De acordo com a jovem, na madrugada eles terminaram após encontro em uma pizzaria do bairro, ja na manhã ele pulou o muro da casa dela e desferiu golpes de faca (braço, peito e barriga) contra ela que foi atendida no Hospital Nossa Senhora de Lourdes. Em depoimento ainda no hospital, ela disse que já tinha sido agredida pelo parceiro.

A Delegada Karina Resende frisou em coletiva na última quarta (30) sobre a importância de se denunciar qualquer tipo de abuso, para que a polícia, dentro da lei, proteja a vítima e evite agressões como as ocorridas nos casos registrados.

O país registrou uma grande onda de feminicídio no início do ano. Só em janeiro mais de 100 mulheres foram assassinadas por companheiros. O número de assassinatos de mulheres ao todo até caiu, seguindo tendência na queda da criminalidade no país. Contudo, a taxa de feminicídio subiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.