Penido coloca dúvidas sobre candidatura, mas vai tentar liberação no TSE

Vitor afirmou que discutirá no TSE possibilidade de candidatura em 2020

O prefeito Vitor Penido (DEM) foi entrevistado no canal MG no Ar, da TV Record, nos últimos dias. Além de anunciar que medidas compensatórias da Vale vão fazer Nova Lima economizar R$10 milhões, o mandatário falou também sobre as eleições em 2020.

Ele deixou dúvidas sobre a sua candidatura, mas avisou que vai discutir no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a possibilidade de ser candidato. Penido assumiu a gestão de Cássio Magnani Júnior, cassado em setembro de 2016 pelo TSE em uma ação movida pelo próprio atual prefeito. Assim, teria configurado um mandato.

Logo em seguida, em outubro de 2016, Vitor venceu a eleição sobre Jaconias Gomes (PRB) e assumiu mais um mandato em janeiro de 2017, configurando, então, mais um mandato – o segundo consecutivo. A legislação veda que alguém assuma três mandatos consecutivos. Contudo, advogados ligados ao governo afirmam que já que o prefeito assumiu a menos de seis meses para terminar o mandato de Cassinho, ele não teria configurado o primeiro mandato e poderia se candidatar em 2020.

Penido faz essa defesa na entrevista e afirma: “É um assunto que está sendo muito discutido. Há advogados que falam que pelo fato de eu ter ficado apenas três meses, daria para discutir isto no Tribunal Superior Eleitoral”, disse o prefeito.

Porém, o líder do Democratas em Minas afirma que “não é eterno” e coloca em xeque suas possibilidades de candidatura. Ele confirma, então, que pensa em um nome com “seriedade, transparência, respeito e gestão”.

“Com certeza eu não sou eterno, então eu gostaria de preparar uma pessoa para ter os mesmos compromissos que eu sempre tive e a responsabilidade para dar continuidade ao trabalho que nós desenvolvemos em Nova Lima”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.