Indícios apontam crime de feminicídio em caso de adolescente baleada na cabeça.

Foto: Luis Dutra/Sempre Nova Lima

A Polícia Civil divulgou na manhã desta quarta-feira, dia 30, detalhes do caso que envolvem o jovem João Vitor Silva, de 19 anos, principal suspeito de matar a adolescente M.S, de 15 anos, na última terça-feira (22).

Karina Resende, delegada durante coletiva de imprensa.

Segundo a delegada Karina Resende, há relatos de testemunha que afirma ter visto João ameaçando a vítima em outro momento com arma de fogo. “Há uma testemunha presencial dessa ameaça da vítima com uso de arma de fogo, mas ela não procurou a polícia e não registrou boletim de ocorrência”.

“Apesar disso, o jovem já tem passagem por porte ilegal de arma e ameaça com arma de fogo”, afirmou Karina.

O jovem preferiu não falar durante seu depoimento nesta terça-feira e afirmou que vai falar somente em audiência .A advogada do rapaz, Eduarda Othero, afirmou que ele se apresentou espontaneamente à polícia.

A advogada afirmou que aguarda a conclusão do inquérito e o resultado da perícia para falar mais sobre o caso. “Não foi nada ainda apresentado e nem os depoimentos foram encerrados até agora. Então a gente tem que esperar isso acontecer para a gente dar um parecer mais firme”, afirmou.

De acordo com a delegada Karina Resende, a Polícia Civil deve apresentar até a próxima sexta-feira, dia 1° de novembro, o inquérito ao Poder Judiciário, com pedido de prisão preventiva, já que o mandado cumprido está a temporária, válido por 30 dias. 

Segundo a delegada o crime de feminicídio prevê pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.