Moradores do Villa da Serra reclamam de barulho em bar da região

Moradores do Villa da Serra, bairro de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão reclamando do barulho que bares na região estão fazendo durante o final de semana. Eles falam da dificuldade em dormir.

A situação piorou com a abertura e a flexibilização do comércio e dos bares na cidade. Um dos moradores, segundo o Jornal O Tempo, é Paulo Paredes, de 60 anos, que comprou um imóvel na região há 3 meses.

“É uma região que a gente esperava ter silêncio. No Bellagio Vila próximo à entrada da Mina de Águas Claras, eles começaram com um som muito alto e isso ocorre na quinta, na sexta, no sábado e no domingo até as 2h. A gente começou a chamar a polícia que começou a intervir, mas quando eles saem, o som é aumentado. Um mês depois criaram o Riba, uma estrutura com boate a céu aberto. Esse nós fizemos reclamação na prefeitura, mas não tivemos resposta”, explicou, de acordo com o jornal.

Os moradores criaram um abaixo assinado contra as atividades do bar. São 224 assinaturas até o último domingo, dia 5.

O proprietário do Ribas, por sua vez, afirmou que está totalmente dentro da lei e registrado na Prefeitura de Nova Lima.

“Nós não somos eventos, somos um bar. Trabalhamos 100% dentro da lei, principalmente em relação a barulho. Somos fiscalizados todos os dias pelos fiscais da prefeitura. Inclusive na sexta-feira os fiscais chegaram lá às 18h e saíram às 23h. A gente tem licença para trabalhar na madruga e às 2h todo mundo já foi embora”, explicou.

Ele ainda afirma que já instalou faixas nas ruas do bar a fim de conscientizar os clientes a não fazer barulhos nas ruas. O proprietário se colocou a disposição dos moradores.

“É um restaurante e um entretenimento para a família também. Mas se tiverem críticas que nos procurem. Nós já distribuímos o telefone dos sócios para alguns moradores, para qualquer problema que tiverem nos ligar a qualquer momento. Estamos aqui para poder trabalhar junto com eles. Estamos trabalhando dentro da Lei”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.