Juiz reconsidera decisão e mantém cassação de Tiago Tito

Juiz havia concedido liminar que retornou Tito para o mandato, porém, reconsiderou decisão

O juiz Kleber Alves de Oliveira, magistrado de primeira instância da Comarca de Nova Lima, acatou o pedido de reconsideração de uma liminar que ele concedeu aonde voltou o mandato do ex-vereador Tiago Tito (PSD), preso por suposta obstrução de justiça e por suposta ameaça à testemunhas de uma investigação da Polícia Civil, que apura crime de rachadinha em seu gabinete e crime licitatório.

Tito está preso desde 11 de maio, quando a Civil estourou uma operação na cidade que além dele, prendeu também o seu chefe de gabinete.

Com esta reconsideração, o magistrado decidiu, portanto, manter a perda de mandato que foi votada pela Câmara de Nova Lima na última semana. Silvânio Aguiar (PSD) volta a ser vereador novamente, já que é o suplente.

Tito perdeu o mandato após faltar a terça parte das sessões plenárias desde a sua prisão, faltas que são sem justificativa. Ele enfrentava outro processo de cassação, por quebra de decoro parlamentar, porém este foi interrompido por decisão judicial.

Na decisão que reestabeleceu o mandato de Tito na semana passada, o juiz considerou que a Câmara não concedeu o direito amplo de defesa. A Câmara deve soltar nota nas próximas horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.