Pai troca nome das filhas durante registro no cartório


Um caso inusitado tomou conta das redes sociais, após um pai nomear a segunda filha com o mesmo nome de sua irmã mais velha sem querer. O erro aconteceu com o escultor Armando Bianchetti, de 39 anos, para registrar a chegada da pequena Mia, que nasceu em 17 de maio no Hospital Mater Dei, em BH. A família é de Nova Lima.

Segundo o Jornal Estado de Minas, o pai se enganou e escreveu, em vez de Mia, Nina – nome da primeira filha, de 3 anos, com a escritora Carol Christo, de 32 e que o que erro foi percebido somente após a confecção da certidão de nascimento da caçula.

Segundo a esposa, ele ficou responsável pelo registro da filha pois estava muito cansada, após dias intensos. 

“Estava muito barulho quando ele me ligou do cartório, por volta das 11h. Logo, ele me falou: ‘Carol coloquei o nome errado. Agora temos duas Ninas’. Eu não entendi a história direito”, conta Carol, de forma bem-humorada ao Jornal.

“Em vez de colocar Mia Christo Bianchetti, coloquei Nina Christo Biachetti. Eles imprimiram e a moça pediu para eu conferir o nome que estava Nina. Eu falei: ‘Nina? Não! Eu escrevi Nina?’. Ela respondeu que sim”, conta Armando, que também cometeu outro equívoco: ele escreveu que a bebê havia nascido em 2022. 

“Ela nasceu dia 17 e o prazo era de 15 dias para que pudesse ser registrada. A minha filha mais velha ficou doente e a recém-nascida não deixa a gente dormir também. Enfim, fiquei vários dias sem dormir. Pedi a ele para ir ao cartório, pois o prazo iria acabar. Precisava inscrevê-la no plano de saúde rapidamente”, contou ao Estado de Minas.

Segundo a família, após perceber o erro, Armando informou ao cartório que no mesmo instante refez a certidão e acertou o nome da Mia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.