STJ nega pedido de ex-procurador em situação da Câmara

Foto: EM/Reprodução

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso da Câmara Municipal que pedia para derrubar a decisão do desembargador Dr. Dárcio Lopardi Mendes, que determinava uma nova eleição entre Anisinho (PTB) e Álvaro Azevedo (Avante).

O ex-procurador, Auack Natan, havia impetrado um recurso pela Câmara, mas acabou sendo exonerado do cargo de procurador após a renúncia de Juliana Sales (Cidadania), como presidente da casa legislativa.

Alguns vereadores questionaram a nomeação do procurador porque ele faz parte do escritório de advocacia que representa o vereador Tiago Tito (PSD).

Nesta sexta-feira, dia 22, uma reunião na Câmara acabou confirmando a presidência de Anisinho (PTB). Como Álvaro renunciou à candidatura, sobrou apenas Anisinho como candidato. Além disso, para os parlamentares parceiros de Anisinho, a decisão do desembargador precisa ser cumprida.

É bem possível que haverá novos recursos. A íntegra da decisão sairá apenas no dia 25.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.