Chuva ajuda a melhorar umidade relativa do ar em Nova Lima

O calor dos últimos dias jogou Nova Lima para uma situação perigosa: a baixa umidade relativa do ar. No sábado, dia 19, às 09h da manhã, a umidade estava em 36%.

Quando a umidade do ar está muito baixa, ou mesmo, muito alta pode haver problemas, principalmente respiratórios. Com a umidade muito baixa (menos que 30%), as alergias, sinusites, asmas e outras doenças tendem a se agravar. Já, quando a umidade relativa do ar é muito alta, podem surgir fungos, mofos, bolores e ácaros.

Nesta terça-feira, dia 22, no entanto, com as chuvas pela manhã, a cidade registrou sensação térmica de 22° e umidade de 78%, sendo a média mundial de 60%.

Os problemas da baixa umidade relativa do ar não se concentram apenas na saúde, mas também, nas queimadas. O calor associado a baixa umidade geram incêndio em vegetações, como às margens da BR-040, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na última segunda, dia 21.

O pantanal brasileiro também vive na difícil situação com o clima atual. Animais mortos e muitas queimadas, além da fumaça gerada que viajaram muitos quilômetros e atingiram outros países vizinhos, também tiveram palco neste imbróglio ambiental. A chuva também ajudou nesta situação.

Segundo o site especializado em meteorologia, “Weather.com”, quarta-feira ainda será dia de chuva com 100% de chance de chuva. Na quinta a possibilidade de precipitação cai para 40% e sexta para 20%. O calor volta na quinta, com máxima de 27° e mínima de 17°.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.