Atirador de Paracatu tentou se matar no hospital

Escolta policial no hospital precisou intervir para evitar que Rudson tirasse sua própria vida

Rudson Guimarães, o atirador de Paracatu - Foto: Reprodução/Facebook

PUBLICIDADE

O atirador da cidade de Paracatu, que matou quatro pessoas, uma delas a sua ex-namorada – morta a facadas -, tentou suicídio no hospital onde vem sendo atendido. Ele foi baleado pela Polícia Militar dentro de uma igreja evangélica na cidade do Norte de Minas Gerais.

Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, golpeou seu próprio pescoço com um bisturi. O seu estado de saúde, no entanto, é estável, segundo relatos da Polícia Civil. A escolta policial que está no local teve que conter o atirador para que não provocasse em si mesmo novas lesões.

Ainda nesta quinta-feira, Rudson disse aos policiais que não se lembra dos acontecimentos da última terça-feira, dia 21, quando cometeu o ato criminoso.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.