Ministro do Meio Ambiente vem a Nova Lima e afirma que quer trocar multa da Vale por investimento

Ministro e governador falaram sobre possibilidade em converter as multas da Vale para investimentos

Foto: Sistema Fiemg / Ministro Ricardo Salles

O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, veio a Nova Lima nesta última quarta-feira, dia 17, para o seminário internacional sobre mineração, barragens e destinação de rejeitos, que contou também com a presença do governador Romeu Zema (Novo).

Na oportunidade, Salles anunciou as tratativas com o Governo de Minas Gerais, a Advocacia Geral da União e a Vale para transformar as multas do Ibama aplicadas à mineradora em decorrência do colapso na mina em Brumadinho, em investimentos. São R$250 milhões em multas aplicadas pelo órgão ambiental.

“Queremos substituir a multa por investimento, em primeiro lugar, nos sete parques nacionais em Minas, e também na região de Brumadinho. Inclusive, já há uma multa de R$ 100 milhões do Estado de Minas que, a rigor, vai somente para o local. Mas, outra possibilidade é [que a multa de R$ 250 milhões possa] ajudar no saneamento dos municípios da região”, declarou. 

Os parques citados são o Grande Sertão Veredas, Cavernas do Peruaçu, Serra do Gandarela, Caparaó, Serra do Cipó, Serra da Canastra e Sempre-Vivas. 

Para Zema, se a conversão acontecer, há possibilidade dos parques se tornarem semelhantes à Cataratas do Iguaçu: “Os sete parques nacionais que serão estruturados ficarão abertos para visitação com estrutura para atender turistas, hospedagem etc. Com isso, há condição de que em alguns anos, Minas tenha algo semelhante às Cataratas do Iguaçu, que também é um parque nacional, e Fernando de Noronha. A solução que nós queremos é que essa tragédia [de Brumadinho] venha a agregar para o futuro do Estado”, disse. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.