Seg. Abr 22nd, 2019

Copasa garante abastecimento de água por 18 meses na RMBH

Motivo de preocupação é a morte do rio Paraopeba após tragédia da Vale na região

Karoline Barreto/CMBH

Publicidade

A Copasa informou, por meio de nota, que garante que o abastecimento de água para a Região Metropolitana de Belo Horizonte e para a capital está garantida por 18 meses.

A empresa emitiu nota nesta semana para afastar quaisquer rumores de colapso no abastecimento. O motivo é a tragédia de 25 de janeiro em Brumadinho que vitimou mais de 200 pessoas e devastou o Rio Paraopeba, usado para abastecer a RMBH conjuntamente ao Rio das Velhas.

Segundo a empresa, o Sistema Paraopeba que é constituído por Rio Manso, Serra Azul e Várzea das Flores, são o suficiente para abastecer a região. A empresa já apresentou propostas à mineradora Vale a fim de garantir no futuro o abastecimento da região de BH.

Publicidade

O nível dos reservatórios é alto neste momento. Nesta quinta-feira, dia 11, o Sistema Paraopeba operava com 75% da sua capacidade.

Planos para o longo prazo

Segundo a Copasa, para resolver a situação no longo prazo, a melhor ação era construir uma captação a fio d’água no rio Paraopeba com a implantação de 12 km de rede para transportar essa água até a estação de tratamento Rio Manso.

 Também são necessárias medidas para prevenção em relação aos riscos de rompimentos das barragens próximas da bacia hidrográfica do Rio das Velhas, para a captação de  Bela Fama, em Nova Lima. Entre essas ações, estão a proteção das estruturas da captação existente no sistema rio das Velhas, com a instalação de comportas para proteção da elevatória de água bruta e das subestações do sistema rio das Velhas; desassoreamento da barragem do Rio das Pedras, da Cemig, em Itabirito, para garantir um volume de 20 milhões de metros cúbicos de água, mediante a implantação de uma adutora para levar essa água até a Estação de Tratamento de Água – ETA Rio das Velhas.

Também será necessária a construção de uma captação alternativa no ribeirão da Prata com implantação de oito quilômetros de redes de água bruta até a ETA rio das Velhas, visando abastecer a população de Nova Lima, Raposos e Sabará.

Com Estado de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.