Homem que escondeu dinheiro de Senador em Nova Lima é liberado da prisão domiciliar




PUBLICIDADE: VIAJE COM A CVC NOVA LIMA – LIGUE JÁ 3547-5126

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB) e Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella, sejam liberados da prisão domiciliar. A decisão foi do ministro Marco Aurélio de Mello e foi publicada nesta quinta-feira, dia 7.

Andrea foi presa no dia 18 de maio deste ano depois de áudios em que Aécio solicitava R$2 milhões de reais ao empresário Joesley Batista, que hoje está preso acusado de cometer crime financeiro, chacoalharam o país. Já Mendherson protagonizou um alvoroço em Nova Lima quando escondeu uma mala de dinheiro proveniente destes R$2 milhões e que foi repassada para o senador Perrella na casa da sua sogra, nos Cristais. (Leia Aqui)

Eles foram presos e ficaram até junho na cadeia, quando a Primeira Turma do STF decidiu liberá-los da prisão. O senador tucano, por sua vez, foi afastado em duas ocasiões do Senado Federal, mas acabou sendo reconduzido pela casa legislativa ao seu posto já que o Supremo decidiu que o Senado precisa referendar a decisão de afastar um senador do seu posto.

No mesmo caso o presidente Michel Temer (PMDB) foi flagrado também em conversas com Joesley discutindo sobre derivados assuntos, como a interferência no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.