Prefeito poderá acabar com a UPA e reativar Policlínica


Existe um movimento dentro da administração Vitor Penido (DEM) em acabar com a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que foi inaugurada pela gestão Cássio Magnani Júnior (PMDB) e as obras iniciadas no governo Carlinhos Rodrigues (PT).

A ideia seria reativar a Policlínica e reduzir os custos mensais que a cidade possui com a UPA. Segundo estimativas, o governo gasta algo em torno de R$300 mil reais mensais com a unidade recém inaugurada.

Além disso, o centro médico serviria para abrigar secretarias do governo de Penido. Com isso, o prefeito pensa em enxugar ainda mais os custos fixos da máquina pública. Esse seria mais um plano a fim de controlar os gastos públicos do município, a exemplo da Reforma Administrativa aprovada pela Câmara dos Vereadores (Leia Aqui).

Ainda segundo informações oriundas de fontes do governo, o governo ainda deverá fundir secretarias também com o intuito de reduzir custos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.