Após horas em reunião, OAB decide pedir impeachment de Temer


Foto: Veja


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), após sete horas de reunião, decidiu que vai protocolar um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB). Para a entidade representativa dos advogados, houve claro atentado ao Art. 85 da Constituição Federal, que estabelece os crimes de responsabilidade.


A OAB que também pediu o impeachment de Fernando Collor – conjuntamente à ABI (Associação Brasileira de Imprensa) –  e Dilma Rousseff, teve importante papel no pedido do agora Senador da República. Já no processo de impedimento de Dilma, a Ordem até ingressou com um pedido, mas quando um outro já estava em andamento.

Segundo a Procuradoria Geral da República, Temer teria cometido alguns crimes, entre eles: obstrução à justiça, corrupção passiva, a prática de organização criminosa e prevaricação. O deputado Carlos Marun (PMDB), advogado por formação, tentou defender o presidente na sessão da OAB. Contudo, não obteve êxito.

Ao todo, 25 estados decidiram pelo impeachment. Apenas o Amapá votou contra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.