Sirene volta a tocar em Macacos e assusta moradores

Reprodução/TV Globo - A escola municipal do distrito de Macacos

Moradores do distrito de São Sebastião das Águas Claras (Macacos) voltaram a sofrer novamente nesta quinta-feira, dia 26. Sirenes de emergência da mineradora Vale foram acionadas gerando pânico no povoado que pode ser atingido por rejeitos de barragem caso haja rompimento.

Por meio de nota a Vale informou nesta quinta-feira que realiza semanalmente, simulados de evacuação da zona de autossalvamento (ZAS), para funcionários da empresa e envolvidos nas obras de emergências promovidas pela empresa para diminuir os danos caso haja rompimento.
O plano, segundo a Vale, foi aprovado junto à Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais (SRT-MG).

O susto, segundo moradores, é por falta de comunicação por parte da empresa que não avisou a população do treinamento interno e muito menos do acionamento das sirenes.

Já nesta sexta-feira, dia 27, a mineradora disse que não houve acionamento de sirene. Segundo a Vale, o que o morador da comunidade ouviu foi uma comunicação por megafone entre os funcionários e que é um procedimento realizado semanalmente como uma obrigação legal.

A Vale falou que vai começar a compartilhar com os moradores o cronograma das ações internas para não causar situação de alerta.

Sirenes já foram acionadas em fevereiro

No dia 17 de fevereiro a sirene alertou os moradores de Macacos para o risco em barragem.

Parte do povoado teve que sair de casa às pressas depois que a mineradora acionou um plano de emergência referente à barragem B3/B4, da Mina Mar Azul, e evacuou área que pode ser atingida em caso de rompimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.