Pelo menos 21 pessoas em Contagem têm suspeita de febre maculosa

Duas pessoas morreram e tiveram as suas mortes confirmadas para Febre Maculosa; outras duas mortes foram notificadas

Foto: CDC/ Dr. Christopher Paddock/ James

PUBLICIDADE

A febre maculosa vem sendo investigada em pelo menos 21 pessoas da cidade de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Pelo menos duas pessoas, segundo as autoridades, morreram com os sintomas da doença e outros dois óbitos já foram notificados.

As autoridades de saúde da cidade estão em alerta para a situação. Segundo informações, as quatro mortes são de pessoas da mesma família. A Prefeitura vai empreender uma ação que vai recolher cavalos hospedeiros do “carrapato-estrela”, transmissor do mal.

Os primeiros casos apareceram no dia 22 de maio, após uma capina. A febre maculosa é transmitida pelo chamado “carrapato-estrela”. Esse animal tem como hospedeiros principais cães, cavalos, aves e capivaras. A doença se manifesta repentinamente acompanhada de vários sintomas, como febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, náuseas e vômitos.

A doença tem um ciclo de incubação que dura de cinco a dez dias, até se manifestar. Um dos maiores problemas apontados pelos médicos é o fato de que os sintomas se parecem com os de outras doenças, como a dengue. A demora no diagnóstico pode levar à morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está bloqueado. Entre em contato para solicitar o texto.